Top Ad 728x90

quinta-feira, 6 de maio de 2021

,

Podemos ter hotéis no espaço, diz Richard Branson

A Virgin Galactic está organizado sua primeira viagem turística ao espaço para janeiro de 2022. Quando fundou a revista Student, aos 16 anos, muito provavelmente o jovem Richard Branson não tinha ideia de quão grandes e diversificados seriam seus empreendimentos no futuro. O que logo evoluiu para uma gravadora de discos, hoje se tornou um gigante conglomerado, com mais de 400 empresas no portfólio. Em meio a hotéis, companhias aéreas e operadoras de telecomunicações, se destaca o projeto espacial, liderado pela Virgin Galactic e a Virgin Orbit. Criada em 2004 e com uma trajetória repleta de altos e baixos, a Galactic prevê lançar voos turísticos para o espaço já no início de 2022. Em meados de julho,quando completa 71 anos, Branson pretende estar na primeira missão para fora da atmosfera terrestre. Uma de suas concorrentes, a Blue Origin, de Jeff Bezos, já vendeu cerca de 600 ingressos, avaliados entre US$ 200 mil e US$ 250 mil, para passeios espaciais.
Para colocar os planos em prática, contudo, a companhia de Branson precisa acelerar o cronograma de testes e obter uma série de licenças de segurança. Mesmo com o prejuízo acumulado ao longo dos últimos oito trimestres, com perdas líquidas superiores a US$ 484 milhões, o bilionário inglês se mantém confiante. “Acho que passamos a fase mais difícil, o futuro é promissor”, declarou o megaempresário durante o evento virtual LENS Lite, promovido pela Degreed, plataforma de upskillings, nesta quarta-feira (05/05). Os próximos anos, defende Branson, serão marcados pela popularização das missões aeroespaciais. “Precisaremos capacitar cada vez mais pessoas para essas viagens." Em janeiro deste ano, a Virgin Orbit lançou 10 nanosatélites em órbita para a NASA. A empresa tem como principal objetivo otimizar lançamentos como esses e reduzir os custos envolvidos nessas operações. Questionado sobre qual deve ser o próximo "grande passo da humanidade" no espaço, ele disse que aposta no impacto (gigantesco" das missões a Marte --"algo tão fascinante quanto a conquista da Lua”. Entusiasmado, Branson vislumbra um futuro com hotéis fora da Terra e com a solução de questões essenciais para a sociedade moderna, como a universalização da rede de comunicação. “Conseguiremos avanços para conectar bilhões de pessoas e empresas ao redor do planeta", afirmou. Por: (Época Negócios)

Top Ad 728x90

RECENTS